Dorgas, manolo!

Detesto tomar remédios, mas eles são o maná que Deus providenciou nesse deserto de sofrimento mental pra salvar a minha vida. Não gosto de tantos comprimidos, apesar de ser grata a Deus por poder comprá-los. Já foram só 2 de manhã e 2 à noite: a Paroxetina, a Tradozona e o Lítio. Hoje, com o agravamento do quadro e um nível de estresse que o esquema anterior não conseguiu segurar, eu tomo 9 diariamente, distribuídos entre manhã, tarde e noite: a Lamotrigina, a Quetiapina e o Lítio (o cara que não pode faltar nem um dia sequer). Depois do meu surto eu tomei Cloxazolam (tarja preta), mas esse o médico já expulsou da minha vida. Evoluí né?! NÃO! Não suporto tomar nenhum. Mas como eu disse (e o médico também), esse esquema atual é pra salvar a minha vida. Se não tem outro jeito, então que seja! Tomo chorando e reclamando, mas tomo todos os dias. Então, amém para os psicofármacos chatos e diários, mas salvadores.

“E deste o teu bom espírito, para os ensinar; e o teu maná não retiraste da sua boca; e água lhes deste na sua sede.” Neemias 9:20

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s