Arquivo do mês: setembro 2011

Ai, tarde de domingo!

Bendita sejas tu, Preguiça amada, Que não consentes que eu me ocupe em nada! Mas queiras tu, Preguiça, ou tu não queiras, Hei de dizer, em versos, quatro asneiras. Não permuto por toda a humana ciência Esta minha honestíssima indolência. … Continuar lendo

Publicado em Confissões, Fotografias | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Sem tempo

Gosto de bastante tempo livre. Acho que não tenho. Preciso de tempo de um relógio sem nada. Amo letras. Odeio números. Algarismos romanos confundem meus sentimentos. }ï{

Publicado em Confissões | Marcado com , , , , | 2 Comentários