Ninguém morre sozinho

Dizem que todos nós morremos sozinhos. Às vezes não é verdade. Muitos quando morrem levam junto uma parte de algumas pessoas. Sejam muitas ou poucas, não importa! Quando se morre, se mata um pouquinho de cada uma delas. O Centro de Valorização da Vida tem muitos vídeos tocantes, como este abaixo que sempre me faz prender a respiração, embora apele um pouco para a questão do suposto egoísmo do suicida.

Pra quem não sabe o suicídio não é uma atitude de puro egoísmo. É muito mais a consequência final de um estado de profundo adoecimento mental que faz com que o cérebro, já exausto e extremamente confuso, comece a boicotar o raciocínio, as emoções e o julgamento do doente. Quem se mata nem sempre é porque não tem Deus na sua vida, nem sempre é um incrédulo sem salvação. O espírito muitas vezes está ótimo, mas o cérebro (que é carne) está mal, exaurido, desorientado e sem forças para pensar direito.

O cérebro quer descansar, acabar com o sofrimento e o único jeito disso acontecer é parando de funcionar. Logo, se não há outra doença para agravar até a morte a não ser a mental, é esta que o cérebro usa e abusa até a pessoa perder o juízo e levar todo o ser ao descanso. Bom, mas isto é um cérebro doente pensando mal e tomando as piores decisões!

Uma coisa eu sei: um doente/transtornado mental que chega a esse ponto não pode ser só chamado de egoísta ou fraco. Se aguentou até aí, talvez tenha aguentado o sofrimento mental mais tempo do que muitos ditos fortes poderiam aguentar. Não é a melhor decisão. Mas quem disse que o doente/transtornado mental é capaz de tomar boas decisões na hora da crise?

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Lucubrações, Vídeos diversos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Ninguém morre sozinho

  1. Milca disse:

    Que medo Lola!! Eu tentei me suicidar, ia deixar o meu filho e meu marido com a vida destruida, principalmente o meu filho que so tem 18 anos. Sofro tanto por ter feito isso, mas na hora não se pensa em ninguem, so queremos nos livrar da dor.

    • Lola disse:

      Olá Milca! Obrigada por ler o blog e por compartilhar sua experiência. Entendo perfeitamente quando você fala do desejo de se livrar da dor e sobre o sofrimento por ter tentado isso. Sofremos por tentar acabar com o nosso sofrimento pelas nossas próprias mãos. Mas o estado de adoecimento não nos deixa perceber que essa é a pior alternativa. Espero que esteja bem e recuperada. Deus te abençoe!

  2. Milca disse:

    Eu e que agradeço pela honra de poder ler os seus pensamentos, acalenta a alma saber que ha mais pessoas no mundo que sentem a dor da diarreia dentro do cérebro, que afinal não estamos assim tão sós. So descobri o teu blog ha uns dias mas ja o li quase todo.
    Ainda não estou bem, a ultima tentativa de suicidio (ja foram 2) foi dia 8 de fevereiro, aida ta muito recente, mas com acompanhamento medico, apoio da familia e amigos e com os meus 5 monstrinhos diarios (remedios) estou melhorando, aos pouquinhos volto a ser a pessoa que era.
    Espero que continue a manter o seu equilibrio e fique bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s