Confusão maníaco-depressiva: um desabafo desorientado.

Para alguns pode parecer exposição demais, mas dane-se! Meu blog é pra mostrar quem eu sou também. Eu fico confusa nas crises. Meio lúcida, meio confusa, meio tentando manter a normalidade, meio querendo endoidecer de vez. Gravei esse vídeo durante uma leve crise (sim, foi super leve) que me fez desabafar pra câmera. O mais interessante, vendo o vídeo depois, é que eu percebi que já consigo compreender quando estou em crise e no fundo sei que é um momento passageiro.

Mas é um trem que não para sozinho. Algo (remédios, repouso, sei lá) precisa fazer parar, ou então eu vou sofrer demais até chegar à estação final que é quando o ciclo da crise termina. Mas até lá foi muita dor e talvez alguns estragos ao redor. Mas quer saber, acho até que é necessário. Se eu não passasse por tantas crises será que eu conseguiria identificar quando estou entrando em crise? Espero que outros ‘bipolares’ que se identifiquem com essa confusão toda possam fazer contato. Vamos trocar figurinhas, vamos nos apoiar, pois só podemos contar com a compreensão de nós mesmos.

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões, Vlogs e marcado , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Confusão maníaco-depressiva: um desabafo desorientado.

  1. Thamy disse:

    nossa,como me identifiquei com vc!

  2. Thamy disse:

    meu maior medo é de acordada viva, porque eu cansei de lutar,eu cansei de tentar fazer os outros entenderem,eu cansei de viver!

    • Lola disse:

      Não querida, não tenha medo de acordar. Tenha medo de não buscar ajuda e passar o resto da vida atolada neste mar de sofrimento. Quando cansamos de lutar só precisamos descansar pra recuperar as forças e não desistir. E se os outros não entendem, entenda você. Busque informações e batalhe pela sua melhora. Descobri que nossa recuperação não deve depender da compreensão dos outros. Se for assim, estamos em apuros. Se estiver com vontade de sair dese mal estar, se estiver se tratando e lutando, se estiver querendo sair do “conforto” da doença e precisar de alguém pra conversar, estou à disposição. Abraço e não desista!

  3. Thamy disse:

    Hoje estou em crise Lola,e sua voz é a minha,eu posso assistir mil vezes seu video,eu choro todas,pq vc fala por mim.Eu juro que eu to tentando mas nao consigo mais,eu sou tao inutil que nao tenho força nem pra me matar,doi levantar de manha, Lola,nao posso forçar ninguem me entender, nao posso forçar mais ninguem me ajudar, porque as pessoas nao entendem,eu sou mto irritada,em crise eu quebro tudo,eu me machuco, a dor, a dor é boa,é como se nada me compleasse,como se nada me fosse suficiente,nao sao as pessoas,sou eu,eu nao consigo mais ir em psiquiatra,nao conigo mais me expor, tambem odeio remedios,eu sou vc, meu deus como somos parecidas,mas as pessoas que me rodeiam elas talvez cansaram de entender,eh mais facil ignorar do que ajudar né. nao quero chamar atençao,eu so quero ser enfim completa, tb me pergunto pq nao me trataram qndo criança,pq eu apanhei tanto,pq fui tao cobrada,pq?pq?pq?
    Como vc lida com isso? Cansei de ouvir dos outros que me faço de coitadinha, eu nao me faço,só nao tenho forças, meu deus do ceu,eu só nao consigo!!!

    • Lola disse:

      Thamy, tente lembrar que o que sentimos quando estamos em crise é sintoma da crise. Assim como uma febre é sintoma de uma infecção, nossos sentimentos negativos são sintoma da nossa desordem mental. Tenha paciência e resista. Sensação de inutilidade é comum no nosso caso quando estamos em crise. Não deixe ela te engolir. Eu costumo dizer que a crise é teimosa mas carente de atenção. Essa sua está tentando te dizer alguma coisa. Tente ouvir o que ela tem a dizer e espere, viva um dia de cada vez que daqui um tempo ela passa. A dor física, o autoflagelo, é só uma forma de tentar controlar a dor, mas a gente não consegue e notei isso faz um tempo. Infelizmente no meio dos surtos é impossível não se machucar de alguma forma.

      Sobre as pessoas eu já estou há algum tempo dando de ombros pra alguns. Já disseram de tudo: que me faço de vítima, que me faço de coitada, que queria chamar atenção etc. O tempo de cada um é diferente. Quem tiver que entender vai entender no seu próprio tempo. Um exemplo disso são alguns amigos que diziam que eu estava insuportável quando eu tive muita crise, quando eu estava bem surtada mesmo e com o comportamento muito desajustado. Atualmente tem um sofrendo de Transtorno do Pânico, e dois que tiveram estado de Depressão Maior. Ou seja, Deus permitiu que essas pessoas passassem por um pouquinho do que eu já passei e passo pra que entendesse como é. Hoje nenhum deles fica frescando comigo por causa de crise, eles compreendem por que tiveram uma amostra grátis da minha situação em suas vidas. Não devemos desejar a ninguém o que nós passamos Thamy, mas se o jeito que Deus viu que seria mais eficaz pra que entendessem foi sentirem o que eu sinto, então que seja. E do mesmo jeito que nós queremos que as pessoas tenham paciência e compreensão conosco e com nossa condição, nós devemos ter paciência e compreensão com a ignorância deles. Eles não sabem de nada e não conseguem entender um sofrimento que nunca passaram.

      Você não consegue agora, mas vai conseguir quando for a hora. E não deixe de fazer o tratamento e o acompanhamento. Eu desisti duas vezes e quase morro. Quando decidi levar o tratamento adiante também cheguei à beira de desistir, pois estava exausta. Mas descobri que se desistir a situação piora de forma estratosférica. Respire fundo, se achegue a Deus e você vai conseguir sim. Precisando, estou por aqui. Beijão!

      Outra coisa que acredito é que não vem sobre nós nenhuma carga que não possamos carregar

  4. Thamy disse:

    Querida gemula…rs
    Voce esta certa,e pela primeira vez na vida eu decidi me tratar,eu vou sim buscar ajuda, não tenho a opção de desistir de tudo,eu vou sim buscar me tratar.\
    Adoro suas palavras e me sinto desabafando com uma melhor amiga,me permite peddir mais um conselho?
    O que vc faz qndo sente que vai ter uma crise gigante e nao esta em casa? Em viagens? Festas?
    Eu nunca sei como agir, corro no banheiro mais proximo,e choro ou disparo falar sem deixar ninguem falar pra nao ter chance de alguem me magoar, como vc lida com isso?
    Bjs te adoro

    • Lola disse:

      Haha! Gemula foi ótimo!
      Então Thamy, quando eu sinto que estou em crise, dependendo de que crise é, eu nem saio de casa. às vezes eu peço licença, digo que preciso ir e que não estou me sentindo muito bem e vou embora. Infelizmente já perdi vários eventos e já saí fugida de outros por causa de sensações ruins. Ainda faço isso e acho chato, mas é pelo meu bem e pelo bem dos grupos que frequento. Mas você tem que adquirir autoconhecimento, ou seja, aprender a observar e identificar suas crises, os gatinhos de crise e as fases. Pra te ajudar com isso, uma recomendação é procurar ajuda de um psicólogo cognitivo-comportamental. Ele pode te ajudar com uns gráficos ou tabelas pra você anotar questões relacionadas a suas crises, dependendo da maneira como ele trabalha, claro! Só tente selecionar os profissionais. Psicólogo bom não influencia a cabeça do paciente e psiquiatra bom não fica só enchendo de remédios. Recomendo também que você ache uma atividade física que te ajude e que você goste. Pise no freio, faça as coisas devagar, por partes.
      Acima de tudo recorra a Deus por meio de Jesus, que até depressão teve e sabe muito bem como é. Confie que vai dar tudo certo! Beijão minha linda!

  5. Thamy disse:

    E sao as 3:42 e eu nao consigo dormir,nao tem cura,meu Deus nao tem curamora que lutar se nao tem cura? Meu Deus,eu só quero arrancar isso de dentro de mim,alguem faz parar por favor,faz parar…o remedio nao funciona,atividade nao funciona,comprar nao funciona mais…o que eu fiz pra nascer assim? meu deus alguem faz parar

    • Lola disse:

      Thamy, não tenho nem como dizer nada além de que você tente esperar o tempo certo. A dor sem causa não vem e nem vai. Tudo tem um propósito a cumprir nas nossas vidas. Quando essa dor cumprir a missão de te lapidar como pessoa, ela vai embora. Espere!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s