Esperando a justiça e tomando Toddynho

Dizem que uma imagem vale por mil palavras. Acho que o célebre ditador Hitler estava sempre dando a sua benção apostólica aos seus seguidores. Só pode! E olha a carinha dele! Veja suas olheiras de preocupação! Não dá uma leve impressão de que ele é um coitadinho, injustiçado, mal interpretado? Tão fofo! Tão hipócrita! Tão mentiroso! Tão manipulador!

Quem não te conhece que te compre, ditador! Você mostra que seus interesses são os mesmos interesses de seus liderados, mas esconde dentro do seu terno suas reais intenções. Os intelectualmente dominados por você sempre pensam que você defende interesses maiores e mais nobres. Sendo o “cristão” que é (Hitler era católico até o osso), muitos acabam pensando que você é um líder ungido por Deus para cumprir com Seus desígnios. Te admiram, prestam obediência cega. Não te contrariam, nem sequer te questionam. E isso não é obediência! É a anulação de um ser humano em detrimento de outro. É ditadura! Talvez os dominados pensem que você está sempre certo. De novo, quem não te conhece que te compre, ditador! Homem, verme, pó! Como qualquer um.

Não se pode agradar a gregos e a troianos. Da mesma forma, não se pode agradar aos ditadores e a seus seguidores. A diferença entre as duas situações é que entre gregos e troianos é visível a oposição. No caso do ditador e seus liderados, a oposição de  interesses também existe, o problema é que os liderados não sabem disso. O ditador, nesse caso, se torna um cavalo de Tróia. Um presente de grego! Logo logo o pau vai quebrar!

Ninguém tem a capacidade de agradar a gregos e troianos, a ditadores e liderados. Mas alguns renegados tem a incrível capacidade de incomodar os dois lados ao mesmo tempo. Se não se pode agradar a gregos e a troianos eles pelo menos conseguem irritar ambos. Então, os renegados, que tem a capacidade de incomodar lados opostos (mesmo que um desses lados não tenha consciência dessa oposição) ficam relaxados e, de longe, apreciam o quebra pau que sempre acontece cedo ou tarde. Assistem a tudo sentados em suas espreguiçadeiras, tomando Toddynho e comendo pipoca! Porque eles servem a um Deus que não é ditador e nEle confiam e esperam por justiça, descansados e sempre!

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Lucubrações e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Esperando a justiça e tomando Toddynho

  1. Aurelio Jr. disse:

    Pode gerar algum tipo de discussão estranha, ou alguma outra coisa do tipo, mas Davi foi tão perverso quanto Hitler, para muitos povos antigos, e Hitler tão herói quanto Davi, para os alemães.

    A justiça será feita sempre dependendo da ótica do injustiçado, nunca do espectador da injustiça.

    • Lola disse:

      Que discussão estranha que nada! É salutar colocarmos essas questões em pauta. Concordo quando diz que a justiça acontece pela ótica do injustiçado. Mas o expectador pode estar vendo a injustiça acontecer na sua frente também. E se ele for imparcial, certamente saberá analisar as coisas da maneira mais justa, digamos assim. Mas e quando o injustiçado também é expectador da injustiça alheia contra outros injustiçados?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s