Confissões

Semana negrita

Segunda e terça de espisódio maníaco, com insônia que durou 28 horas, seguido de um DESânimo que espalhou boas pitadas de beligerância com atividades oBRIGAtórias como trabalho e estudos. Quarta e quinta foram os dias do episódio depressivo com direito a choro, sentimento de INutilidade, sensação de abandono e todo aquele povo sombrio que costuma me visitar nessa fase. Sexta de depressão misturada à irritação extrema e DESnecessária, insônia e, pra fechar os dias INúteis, ataque de pânico leve na madrugada de sexta para sábado. Sábado SONOlento, sonoLENTO! Saí fazendo força para interagir mesmo com toda a fadiga. A INdisposição não passou completamente mas (como diz um certo meme na internet) eu melhOREI. Não me perguntaram pessoalmente se eu tinha melhORADO, mas eu sabia que eu tinha que melhORAR um pouco para MELHORAR mais. Às vezes um pensamento elevado a Deus e regado a lágrimas com súplica por misericórdia é suficiente para que você melhORE!

Mc 14:38; Lc 6:26; I Ts 5:17; I Ts 5:25; Tg 5:16.

}ï{

Anúncios
Confissões, Fotografias, Lucubrações

Coisinhas da vida

Olhando as rosinhas recém desabrochadas. Foto by R. Beatriz Melo

Quando for comprar coisinhas lembre que você escolhe e que existem dois tipos: as que custam pouco e valem muito e as que custam muito mas pouco valem. Há as pequenas coisas importantes para a felicidade e as pequenas coisas que para a felicidade não importam. Cabe a cada um atribuir valor e custo às suas coisinhas. No final das contas é sempre essa atribuição de valores e custos que vai dizer qual coisinha da vida é realmente importante para ser feliz e qual não é.

}ï{

Confissões, Vídeos diversos

A vida basta

Ainda que a saúde me assuste com uma falseada na estabilidade que já é pouca; ainda que as pessoas se afastem (porque são lentas do juízo ou imaturas demais pra me acompanhar); ainda que as conquistas materiais não venham e que a esperança e a fé se abalem, eu preciso continuar mantendo meu coração satisfeito. Pois há pessoas em situação de saúde pior (e eu preciso pensar nisso deixando um pouco de lado a relativização); há pessoas que não tem nem família nem amigos (eu sei que há); há quem não tenha oportunidade nem de correr atrás de seus objetivos e há os que não tem fé em nada, em ninguém, e se angustiam sozinhos porque sua esperança não tem um nome para que possam chamar na hora da agonia. Talvez nem uma réstia de esperança tenham em si. Independente do quanto eu peça, e rogue e implore por uma cura eu sei que ela não virá, como não vem aos aidéticos, como não vem aos diabéticos, como não vem aos portadores de Parkinson ou Alzheimer. A cura não virá. Se é assim, então me serve o que foi dito a Paulo: “A minha graça te basta!”* Enfim, sou satisfeita em ter a graça da Vida. Estou viva! E isso basta.

* II Coríntios 12: 7-10

}ï{

Confissões

Rastejando em frente

Quando tudo estiver desmoronando do lado de dentro ou do lado de fora da cabeça (ou do resto do corpo); quando os órgãos se acertarem para muitos deles adoecerem de uma vez só; quando as crises vierem para me despedaçar e assustar os outros; quando eu chorar e não tiver nenhum colo ou ombro; quando ninguém souber o que fazer com minha loucura; quando eu ficar sozinha; quando a sensação de perda iminente da vida se instalar; quando as forças faltarem; quando os joelhos fraquejarem; quando o sofrimento for tão cortante a ponto de me emudecer; quando a dor me der vontade de berrar mas a prostração levar meu fôlego embora… eu vou continuar indo em frente.

Ainda que eu precise me arrastar para continuar, eu vou continuar. Nenhuma doença é páreo para Aquele que criou o universo. Nenhuma destruição é demais para Aquele que contruiu e reconstrói todas as coisas. Não sei vocês, mas eu creio! Ainda que demore, ainda que desespere, ainda que enlouqueça, nEle eu vou esperar, me alegrar, crer, viver. Quando minha sanidade mental faltar, Deus será minha sanidade.

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.” Habacuque 3:17-19

}ï{