Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos – CCHR

“A saúde mental pode ser criada, mas apenas através de:

  • Cura mental eficaz entregue numa atmosfera calma, caracterizada por tolerância, segurança e respeito pelos direitos das pessoas.
  • Restaurar aos indivíduos a força pessoal, habilidade, competência, confiança, estabilidade, responsabilidade e bem–estar espiritual.
  • Usar profissionais altamente treinados e éticos que têm como principal compromisso o bem–estar dos seus pacientes e das famílias dos seus pacientes, não o ganho financeiro.”

Jan Eastgate
Presidente Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos Internacional

Apesar de eu não ser a favor de tudo que é colocado por essa organização, vale a pena acessar o site da Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos – CCHR e conferir seu material informativo e os documentários acerca de diagnósticos, marketing, medicações, tratamentos etc envolvidos nos assuntos psiquiátricos. É bom saber os vários pontos de vista sobre doença mental e tratamentos. Só clicar no link.

Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos, CCHR, Home Page. Veja os Vídeos.

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Lucubrações e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos – CCHR

  1. Milca disse:

    Ola Lola!
    Realmente interessante, da o que pensar. Vemos situações aberrantes e chocantes com crianças nas escolas, são pessoas insensiveis, sem moral e sem qualquer código de conduta para medicar crianças de 3 anos de idade com diagnostico de bipolaridade.
    Mas quanto a nossa situação, acho um pouco hipócrita estarem a dizer que depressão, bipolaridade, não são doenças, que por trás dos sintomas existe uma doença física que explica a suposta doença mental. Meu médico de clínica geral antes de me mandar para psiquiatria despistou todas as outras doenças, fiz analises ao sangue e ecografias, e não apareceu problema nenhum, então ele concluiu que seria uma depressão. Senti realmente muitos efeitos secundários com a medição, e ainda sinto, fui obrigada a parar a minha licenciatura pois não sou capaz de estudar, mas acho que sem a medicação eu estaria muito pior. Apesar da industria farmacêutica ser uma máfia, com jogos de interesses que gerem biliões incalculáveis, para mim a medicação tem sido benéfica, e aqui em Portugal nem é assim tão cara.
    Em jeito de conclusão, concordo sim com alguma coisa colocadas no site da CCHR mas acho que a maior parte é exagero, mesmo porque durante todos os vídeos eles dizem que há alternativas de tratamento, mas não citaram uma sequer.
    Bem, esta é a minha humilde opinião, e ela vale o que vale!
    Beijo!

    • Lola disse:

      Oi Milca! Sua opinião é super válida sim. Eu acho que todos devem saber os dois lados. Tanto dos que são a favor da medicação quanto daqueles que são contrários à medicação psiquiátrica. Eu, sinceramente concordo com você. Algumas afirmações do site da CCHR são extremistas e tendenciosas. Sabemos que nem todo mundo que tem sintomas de transtorno mental é doente de fato. Nem todo mundo precisa de remédio. Mas há os que realmente são doentes e precisam de tratamento medicamentosos. Por isso acho bom sabermos o que organizações como essa dizem pra podermos achar um ponto de equilíbrio. Beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s