Lucubrações

Direito de reclamar

being bipolar
Foto by The Bipolar Queens and Their King

Eu sou bipolar. Isto não significa que eu mudo de ideia sobre as coisas a cada cinco minutos. Isto significa que eu tenho episódios de mania e depressão. Esses episódios duram dias, semanas e até mesmo meses. Não é de propósito! Eu preciso tomar remédios pra isso e até pequenas coisas podem me empurrar à um estado depressivo. Por favor, respeite meu direito de reclamar e dizer coisas negativas quando eu tiver um episódio.

Quem luta reclama dos machucados, é normal reclamar. Quando alguém é levado por uma doença mas lutou o quanto pode, sua partida não foi desistência. Simplesmente o oponente, a patologia, foi mais forte. O lutador que usa todas as forças e recursos possíveis tem todo direito de reclamar dos machucados. E se perder sua partida será nobre. Mas quem não luta, quem não usa os meios disponíveis mas os despreza e se entrega sem esboçar reação, não tem direito de reclamar das dores, nem dos machucados, nem de nada. Se não está lutando, então não pode reclamar da derrota em que vive.

“Atende-me, e ouve-me; lamento na minha queixa, e faço ruído,” Salmos 55:2

}ï{

Anúncios
Confissões, Lucubrações, Vídeos diversos

Retratos da real beleza

Dismorfia corporal é um transtorno de imagem no qual a pessoa tem uma visão patologicamente distorcida de si mesma, sempre para o que se considera pior. Anoréxicas são um exemplo, pois elas se olham no espelho e mesmo estando em pele e osso não conseguem ver nada além de uma pessoa com excesso de peso. Mas não são somente os portadores de Transtorno Dismórfico Corporal que sofrem por se acharem horríveis. Quem está em sofrimento mental por outras patologias, e até mesmo quem não tem patologia nenhuma mas uma baixa auto-estima, também se vê e se sente como um lixo, um ser desprezível, a feiúra em pessoa.

Lembro bem da fase em que eu me sentia tão asquerosa e tão grotesca que só me achava digna de me jogar no caminhão do lixo pra me levarem pro aterro sanitário. Não importava o que as pessoas diziam, a visão que a minha mente doente me fazia ter de mim mesma era sempre a pior possível. Horrenda, um lixo, feia, podre. Achei criativa a campanha publicitária do vídeo, apesar de abominar os testes que essa empresa faz em animais. É uma campanha bem calculada para vender sabonetes (que eu não uso nem se me derem) mas não deixa de nos fazer parar pra pensar nas nossas exigências de beleza e nos padrões que nos contaminam todo dia.

Ainda não saí totalmente da fase de não me achar linda, mas também não estou mais na fase de me achar horrorosa. Tudo que Deus fez é bem feito e ainda que eu sinta diferente a razão me mostra que cada característica nossa foi pensada por Ele. Percebi que até aquilo que sinto como defeito tem seu objetivo e que não há nenhuma razão lógica pra eu me achar horrenda. Meu nariz de batata, meu lábios finos e ressecados (obrigada Carbolítium!), meus pés carinhosamente apelidados de pés de prancha, minha franjinha pixaim, meus dentes proeminentes que nem aparelho resolveu, minhas mãos mais velhas do que eu, minha cicatriz entre os olhos, minhas olheiras e um monte de outras coisas que eu possa achar que são “defeitinhos” estão aqui por bons motivos.

Esses defeitinhos perdem a importância quando eu lembro que meus pés são ágeis, minhas mãos são fortes, meus dentes são resistentes, meu sorriso é largo, meu cabelo é um cacheado cheio de emoção que eu amo, meus olhos tem um verde-azulado muito bonito e se meu nariz não fosse de batatinha minha cara estaria praticamente negando minhas raízes, e não teria espaço para os cornetos nasais incharem com as alergias. Graças a Deus porque eu tenho lábios e graças a Deus por ter me feito assim do jeitinho que eu sou. Achando feinho ou bonitinho tudo em mim é lucro. A última frase do vídeo é muito sábia e dá vontade de grudar no meu espelho pra ler todos os dias pra ver se eu subo mais um degrau na escadinha da aceitação própria: “Você é mais bonita do que pensa”.

“Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada.” Provérbios 31:30

}ï{

Lucubrações

Pra mim tem que ser ≠

≠

Embora eu seja solteira meu posicionamento é a favor do casamento, que foi a primeira instituição criada por Deus. E meu posicionamento sobre sua definição é aquele que a Bíblia afirma como sendo o posicionamento de Deus. União entre dois homens ou entre duas mulheres, na Bíblia nunca leva o nome de relação amorosa. Pra Deus não é amor. Deus chama de paixões infames, inflamação da sensualidade, prática inconveniente, torpeza, imundícia, desonra de seus próprios corpos, sentimento perverso, uso contrário à natureza (batendo de frente com os que dizem que homossexualidade é natural. Pra Deus não é!). Deus criou homem e mulher, macho e fêmea. E isso não foi à toa. Foi para, dentre outras coisas, manter o equilíbrio no casamento, a autocomplementação em todos os aspectos (inclusive físicos), a dependência mútua e os referenciais  materno e paterno que são necessários na formação dos frutos dessa união. Detesto matemática mas é equação simples:

Homem + Homem ≠ Vontade de Deus

Mulher + Mulher ≠ Vontade de Deus

Homem ≠ Mulher

Casamento = Homem + Mulher

Relacionamento Homossexual ≠ Relacionamento que Deus aprova.

Qualquer pessoa pode requerer perante as autoridades aquilo que ache que tem direito. Desta maneira, as pessoas de mesmo sexo que desejam se unir oficialmente tem todo o direito de requerer isso. Ora, essas pessoas podem exercer o livre arbítrio e nossa Constituição, embora diga que casamento é entre homem e mulher, diz que todos são iguais perante a lei e que todos temos os mesmo direitos. Homossexuais se apoiam neste pressuposto e como cidadãos podem reivindicar aquilo que achem que é justo pra eles, desde que não fira os direitos dos demais e vice-versa. O fato de eles defenderem seu direito de ter comunhão de bens, cerimônia no cartório ou seja lá onde for, não pode tirar de mim o direito que me assiste de defender a união heterossexual e que o nome casamento ou matrimônio seja apenas para pessoas de sexos diferentes, que queiram se unir oficialmente perante a lei humana e perante sua comunidade religiosa, qualquer que seja ela. É meu direito de defender! Meu direito de expressar minha opinião! Ora essa, não vivemos em uma ditadura!

Pra mim já não é correta uma união desta natureza, e ainda querem que o nome seja casamento ou matrimônio. Já que estamos vendo que não tem mais jeito, então que pelo menos haja uma diferenciação nas nomenclaturas. E essa é minha opinião pessoal baseada no que a Bíblia ensina. Se a Palavra de Deus ensina então é a pura verdade. Nunca tratei um homossexual mal, ao contrário, já fui mal tratada por alguns. Entendo que o indivíduo merece respeito, mas como opinião pessoal virou indevidamente sinônimo de ofensa, fica até difícil conversar com alguém sobre isso. Já chamam logo de homofobia (como se as pessoas tivessem um medo patológico e irracional de homossexuais), e em vez de conversarem ficam se justificando, se justificando e se justificando. Tudo é sobre eles, tudo é contra eles. Sou contra homossexualidade e a união dos que a praticam pois Deus é contra. Mas não preciso ser contra o indivíduo que tem esse comportamento. Tratá-los com desamor também é ser contra Deus.

Tudo é lícito mas nem tudo convém e eu não posso ser a favor daquilo que Deus é contra. Mas, se legalmente eles podem requerer o direito de contrair essa união, que vão! Isso é de acordo com a lei humana. Infelizmente a justiça dos homens nem sempre está de acordo com a justiça de Deus. Mas as leis humanas devem ser respeitadas pelos cristãos também, salvo naquilo que ferirem a vontade de Deus. Se um par de gays quiser casar e isso for legal no Brasil eu não vou pra frente do cartório bater panela. Mas se um par de gays quiser casar na igreja onde congrego eu seria uma das primeiras a me colocar contra, pois seria falta de respeito da parte deles exigirem uma coisa dessa. Eu não vou à Parada LGBT protestar ou encher o saco, então quero respeito ao meu espaço e direito de me manifestar. A legalização da união civil entre pessoas do mesmo sexo não mudaria em nada minha opinião contrária. Seria legal para os homens mas jamais me faria ser a favor de algo dessa natureza, pois pra Deus continuaria sendo um erro. E se os outros podem expressar que são a favor, eu tenho todo o direito de expressar que sou contra.

“Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;” Romanos 24:28 (Novo Testamento).

“Não trarás o salário da prostituta nem preço de um sodomita à casa do Senhor teu Deus por qualquer voto; porque ambos são igualmente abominação ao Senhor teu Deus.” Deuteronômio 23:18 (Antigo Testamento).

“Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” I Coríntios 6:10 (Novo Testamento).

 }ï{