Lucubrações

Ajuda é grátis

Compreensão não significa necessariamente entender por completo o tipo ou o tamanho do sofrimento do outro. Compreensão, antes de qualquer coisa, é olhar para o comportamento desajustado e para o sofrimento alheio de maneira humana e paciente, sem prejulgamentos, tendo em mente que se o outro está estranho e sofrendo tanto é porque algo nele está precisando de tratamento, algo está doendo. E quando algo está doendo no outro, seja doença ou não, a humanidade que há em nós deve se sobrepor ao medo do desconhecido, ao medo de ser recebido a pedradas por quem está tão perturbado e ferido quanto um cachorro atropelado. Se alguém chegar perto pra ajudar pode ser que ele morda, que ele  rosne, que dê uma patada. Mas ele só está assustado e com muita dor.

Se omitir de demonstrar compaixão só por medo da reação que vai encontrar é covardia. Se o desejo de ajudar existe no coração, então é melhor deixar que o amor fale mais alto e impulsione à busca de informações. Mesmo sem entender é possível ajudar. Não sabe o que dizer? Não diga nada. Uma presença amorosa e sincera vale mais do que palavras. Não sabe o que fazer? Oferecer o ombro, dar um abraço ou a mão pra segurar são ótimas atitudes, ainda que o bichinho ferido não aceite de imediato ou se debata um pouco. Não tem como ajudar com o tratamento? Atenção, estímulo, sensibilidade, paciência, orações, cuidado e amor não custam nada. São de graça, todo mundo tem pra dar e ajudam bastante quem está estranho, desajustado e muitas vezes sofrendo sem nem saber o que tem.

abp

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.” II Timóteo 1:7

“E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, e à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, e à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade.” II Pedro 1:5-7

}ï{

Anúncios
Lucubrações

Lama

“Quando nós, cristãos, nos comportamos mal ou deixamos de nos comportar bem, fazemos com que o Cristianismo perca a credibilidade aos olhos do mundo exterior. Os posters da segunda guerra nos diziam ‘Palavras descuidadas custam vidas’ [Careless talk costs lives]. Com a mesma verdade podemos dizer que ‘Vidas descuidadas custam vidas’.
C.S. Lewis, Cristianismo puro e simples.”

Mais uma postagem das nets da vida que me lembrou que o tempo não volta para desfazermos as bobagens que fizemos, para ajudar a limpar a vista das pessoas para que elas vejam o verdadeiro evangelho. Já joguei lama nos olhos das pessoas e me lambuzei de lama também. Já pequei com as pessoas ou na frente delas, já errei e dei mal testemunho. Quantas vezes meu Deus, quantas vezes? Agora a vontade de voltar com um balde d’água para lavar a lama que deixei é grande, mas infelizmente não dá mais. Qual cristão não fez isso pelo menos uma vez? A minha lama é escorregadia mas não me mata mais soterrada e logo meu Advogado vem me lavar. Nem por isso devo brincar com lama. Mas e os outros que ainda não tem essa certeza? Quantas vidas a minha vida enlameada não deve ter feito escorregar? Não dá mais para levar o balde d’água para alguns que eu sujei se lavarem, não dá mais para ajudar alguns que escorregaram. Independente do tipo ou quantidade de lama, eu às vezes nem suporto pensar na sujeirada que ela pode ter causado.

lama

“Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar em pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva.” Salmos 69:2

“Tira-me do lamaçal, e não me deixes atolar; seja eu livre dos que me odeiam, e das profundezas das águas.” Salmos 69:14

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo.” I João 2:1

}ï{