Lama

“Quando nós, cristãos, nos comportamos mal ou deixamos de nos comportar bem, fazemos com que o Cristianismo perca a credibilidade aos olhos do mundo exterior. Os posters da segunda guerra nos diziam ‘Palavras descuidadas custam vidas’ [Careless talk costs lives]. Com a mesma verdade podemos dizer que ‘Vidas descuidadas custam vidas’.
C.S. Lewis, Cristianismo puro e simples.”

Mais uma postagem das nets da vida que me lembrou que o tempo não volta para desfazermos as bobagens que fizemos, para ajudar a limpar a vista das pessoas para que elas vejam o verdadeiro evangelho. Já joguei lama nos olhos das pessoas e me lambuzei de lama também. Já pequei com as pessoas ou na frente delas, já errei e dei mal testemunho. Quantas vezes meu Deus, quantas vezes? Agora a vontade de voltar com um balde d’água para lavar a lama que deixei é grande, mas infelizmente não dá mais. Qual cristão não fez isso pelo menos uma vez? A minha lama é escorregadia mas não me mata mais soterrada e logo meu Advogado vem me lavar. Nem por isso devo brincar com lama. Mas e os outros que ainda não tem essa certeza? Quantas vidas a minha vida enlameada não deve ter feito escorregar? Não dá mais para levar o balde d’água para alguns que eu sujei se lavarem, não dá mais para ajudar alguns que escorregaram. Independente do tipo ou quantidade de lama, eu às vezes nem suporto pensar na sujeirada que ela pode ter causado.

lama

“Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar em pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva.” Salmos 69:2

“Tira-me do lamaçal, e não me deixes atolar; seja eu livre dos que me odeiam, e das profundezas das águas.” Salmos 69:14

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo.” I João 2:1

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Lucubrações e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Lama

  1. Claudio disse:

    Olá Lola.
    Li seu texto e pensei sobre essa estória toda de voltar atrás para lavar a sujeira do passado…
    Não consigo dimensionar o sofrimento da escritora por se ver impossibilitada de tal manobra surreal no espaço-tempo. Mas gostaria ao menos de expressar minha solidariedade com seu direito inalienável de buscar tal conforto d’alma.

    Tenha um excelente domingo!

    • Lola disse:

      Olá Claudio! Muito obrigada por ler meu texto e pela visita ao blog. A volta ao passado não é possível, mas lembrar de coisas que queremos apagar não causa só mal estar, mas é também uma motivação pra continuar tentando acertar. Tenho que te agradecer muito por esse vídeo e confessar que tenho escutado muito O Dueto das Flores esses tempos. A música é um poema árcade muito bonito e é considerada uma das mais belas músicas do mundo. Deixo o vídeo com minha versão preferida. Mais uma vez obrigada. Abraço!

  2. Claudio disse:

    Bom Dia, Lola!
    Esta semana ouvi um trecho da música “Haja o que Houver” do grupo português, Madredeus e pensei em compartilhar duas estrofes desse poema:

    Haja o que houver
    Eu estou aqui
    Haja o que houver
    espero por ti…

    Eu sei quem és
    pra mim
    Haja, o que houver
    espero por ti…

    Essas estrofes falam daquilo que vc já sabe e sente – graças a alma nobre que és:
    Deus, Infinita Bondade e Justiça, em seu lado Acolhimento, Amor, Zelo e Carinho nos observa ampara e protege, a todos os seus filhos e filhas, haja o que houver. Esperando na paciência da eternidade, o tempo necessário em que estaremos prontos para vê-Lo plenamente e face-a-face, espelhados no interior de nossos corações e nos corações dos nossos irmãos em humanidade.
    Um Abraço, minha amiga!
    [ Achei a cantora parecida contigo! rsrs]

  3. Milca disse:

    Essa é pra mim a musica mais bonita dos Madredeus, já tive o prazer de os ouvir ao vivo dentro das ruínas de um forte Romano, foi fantástico!
    A cantora, Teresa Salgueiro tem umas feições tipicamente Portuguesas, enquanto a Lola e toda Brasileira. 🙂
    Adorei o texto. Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s