Lutar pra não enlutar

Não a conhecia. Ela participava do mesmo grupo de apoio que eu. Soube hoje que ela morreu. Morreu de transtorno mental, morreu de depressão, morreu de suicídio, morreu de tudo. Quando ficamos de luto por alguém que não conhecemos sabemos que não é pela pessoa somente, não é somente por um ser humano que se vai. O luto é também por nós. O luto por quem também sofria dos nossos males é uma visualização da possibilidade de luto por nós. É como se um portador de câncer tivesse que ir ao velório de um desconhecido que morreu de câncer. Parar pra pensar na nossa vida e na nossa morte é o mínimo que acontece. Se estamos mal estamos dependurados achando que vamos cair, mas estamos lutando. Se estamos bem também estamos dependurados achando que ainda podemos cair a qualquer momento, mas lutamos mesmo assim. Não se foge da luta, nem estando bem nem estando mal. E lutar pelos outros é melhor do que ficar de luto por eles.

Deus de misericórdia, não consigo nem pensar sobre onde a moça está. É inevitável lembrar que me criticaram tanto (e ainda criticam) por eu me expor pra fazer contato com outros iguais a mim e pra tentar ajudar alguém. Às vezes até me fazem sentir constrangimento. Mas nenhum dos críticos luta por transtornados, por suicidas e afins. Nenhum dos críticos faz nada, nenhum deles luta por ninguém que tenha esses problemas. Só se dedicam a propagar inverdades, falar bobagens e reforçar a discriminação. Não lutam nem pelos mais próximos enquanto estão vivos, pra não se comprometerem muito. Mas depois que alguém morre só resta o luto. Estou de luto por uma desconhecida. Mas pelo menos eu luto por mim e pelos outros com as armas que eu tenho.

Isso me lembra John Donne: “Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo; todos são parte do continente, uma parte de um todo. Se um torrão de terra for levado pelas águas até o mar, a Europa ficará diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar de teus amigos ou o teu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso não pergunte por quem os sinos dobram; eles dobram por vós”. (Meditações VII). O luto me faz parar pra pensar.

Borboleta-rosa-de-luto (Papilio anchisiades)

Borboleta-rosa-de-luto (Papilio anchisiades)

“Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração.” Eclesiastes 7:2

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões, Lucubrações e marcado , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Lutar pra não enlutar

  1. Que triste Lola, mais um que perde a luta contra si próprio, contra um sistema que não o representa, contra uma sociedade que não o enxerga como um doente e consequentemente não lhe permite à cura. Quantos ainda terão que morrer para que se entenda que a depressão é um caso de saúde e precisa de ações urgente!?

    • Lola disse:

      Oi Joelma! É uma espécie de tristeza que só nós entendemos, principalmente quem já tentou. Sabemos como é e nem tem como explicar. Mas isso já é um problema de saúde pública há muito tempo. Mas com uma saúde capenga como a do nosso país, não há nem muita esperança. Fecham os olhos talvez não só por preconceito, mas também por falta de condição de suprir as necessidades mais básicas da saúde. O jeito é cada um lutar com as armas de que dispõe mesmo. Beijão querida!

  2. Milca Barros disse:

    Olá querida! Nunca te sintas constrangida por te expor, pois a tua exposição já deve ter evitado o luto de muitas pessoas. O que tu fazes é lindo!
    O problema é que as pessoas não acreditam na depressão, não acredito que seja por falta de recursos para suprir as necessidades básicas de saúde, acho que simplismente o mundo pensa que a depressão é uma fraquesa de carater, um estado de espirito…
    Esta semana descobri que a unica pessoa com quem eu desabafava, a amiga que me guardava a medicação pra que eu não tivesse a tentação de voltar a tomar uma dose excessiva, tinha dito que eu fazia muito “drama”, eu pensava que ela entendia ao menos um pouquinho, mas estava enganada…mais uma desilusão!!! Paciência!
    Beijo!!

    • Lola disse:

      Olha Milca, eu já passei por essa situação de confiar em alguém que parecia ter compreensão e depois descobrir que a pessoa achava que eu só queria chamar atenção. É mais uma situação com a qual temos que lidar e superar. É bem verdade que pra cuidar de nós é preciso paciência mesmo, mas quem ama tem paciência né?! É nessa hora que selecionamos nossos amigos de verdade. E obrigada pelo apoio Milca! Ver o carinho e a identificação dos verdadeiros interessados no que eu compartilho me faz perceber que meu constrangimento não tem razão de ser mesmo. Beijão!

  3. Kátia Cristina disse:

    Olá!
    Muito tocante e Realista seu texto.nos eva à Reflexão, OS VALORES,VERDADEIROS FORAM INVERTIDOS,E NÃO CREIO QUE ÃO DE RETORNAR À HUMANIDADE.Os cais já não conversam,discutem,as famílias ,quase não se unem mais e quando isto acontece é em companhia de muitos outros e de muito Álcool,a ordem natural das coisas se inverteu! tudo isto ,que digo,vai acarentar a uma epidemiá,se já não ,de Grane depressão Humana.

    • Lola disse:

      Olá Katia Cristina! A depressão já é uma epidemia e a cada dia parece que tudo piora. As melhoras são pouco significativas em relação aos casos novos. Cabe a nós nos cuidarmos para manter a saúde que temos (com ou sem transtornos mentais) e ajudar, na medida do possível,aqueles que ainda não tem consciência de sua situação e precisam de auxílio. Muito obrigada pelo comentário. Deus te abençoe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s