Poeminha Casulo… in fluxus

Achei por aí este poeminha de Iva Tai.

Casulo… in fluxus

Translúcida liberdade
Grito de casulo rompido
Releitura pretérita em atos
De todos os ditos e eus

borboleta10Asas soturnas envergadas
Tecer de luz nas veias
Desmanchar da névoa
Em meneios de átomos e rasuras

Vestes em transição
Transbordar de íris irmanadas


Focos vagantes de luz

Cântaros em fagulhas guarnecidas

Timbre vacilante em cascatas 
Fuga de matéria intangível
Instantes condizendo os verbos
Sensações rasgando os sentidos

Horto furtivo das vísceras
Ação, verdade-pensamento

Passos em longitudes 

In memoriam, in vitro, étereo

Passagem por fria mortalha
Romper de fio reluzente
Universo paralelo
In fluxus

(Iva Tai)

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões, Lucubrações e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Poeminha Casulo… in fluxus

  1. Iva Tai disse:

    Que gesto lindo! Grata por estar aqui no teu mundo. Bjos no coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s