50.320 gritos

Foto by Fabio Stachi

Foto by Fabio Stachi

É nauseante para mim tocar nesse assunto, mas eu não posso deixar de compartilhar. Vi um dado estatístico na internet que me chamou a atenção. Decidi verificar as informações e acabei confirmando a atrocidade. Infelizmente é verdade. Segundo a 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2012 foram registrados 50.224 estupros no Brasil. Em 2013 o número subiu um pouco: 50.320 estupros. Números de modo geral não me apetecem mas a pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública é séria. Eu sempre soube que são muitos os casos de abuso sexual, mas 50.320 para mim é um número asfixiante. Mais asfixiante ainda é pensar que são somente os casos registrados. E os casos que ficaram escondidos, quantos são? Nem consigo imaginar quantas outras mulheres e meninas sofreram e sofrem abusos sexuais caladas. Quantas tiveram e tem seu grito abafado por qualquer que seja o motivo?

São gritos recolhidos, engasgados e sufocantes. Gritos que se fossem emitidos a plenos pulmões talvez ainda não tivessem a atenção merecida. Gritos silenciosos que se encolhem lá dentro num cantinho qualquer, em meio à escuridão, e endurecem, adoecem, apodrecem tudo. Quantas Chapeuzinhos Vermelhos não puderam nem podem pedir socorro a um caçador? Quantas estiveram na boca do lobo e quantas permanecem mudas de medo e vergonha? Quantas, meu Deus? Me pergunto quantos são os caçadores que viram o perigo, escutaram os gritos, mas simplesmente fecharam os olhos e tamparam os ouvidos. Quantos são os covardes, coniventes, falsos surdos? Vou parar por hora, o assunto me maltrata. Talvez eu escreva mais sobre isso quando conseguir respirar melhor, pois amo usar as letras para gritar quando alguns números sufocam e tiram a voz. Mas há tempo certo para tudo nessa vida, inclusive para gritar. Meu fôlego para fazer isso vem e continuará vindo do Senhor nas horas certas, assim como a vitória sobre toda a doença.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e tempo para todo o propósito debaixo do céu (…) Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;” Eclesiastes 3:7 e 8:6.

Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.” I Coríntios 15:57.

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões, Lucubrações e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s