Moto, queda e saco cheio

bg.paravoce.automoto.moto

Pois é! Caí de moto de novo. Exatamente no mesmo dia da queda do ano passado (25/01) e machuquei exatamente o mesmo pé. Poderia ter sido pior, mas graças a Deus não foi. Minha mãe desistiu de sair na minha garupa no último momento. Deus a livrou como tem livrado todos que andam comigo. Zicas acontecem mais pra uns do que pra outros, ninguém tem controle. Então não cabe a ninguém julgar o próximo ou ficar caçoando de quem é mais zicado. Todo motociclista já caiu ou vai cair um dia, nem que seja só uma escorregadinha boba, como foi meu caso desta vez. Escorregadinha que eu entendi como impedimento de Deus pra que eu não fizesse algo que Ele não queria.

A zica se apresenta de várias formas e nem sempre a culpa é nossa. É um buraco em uma rua escura, é um asfalto cheio de piçarras, é um condutor distraído que pode colidir com você ou você mesmo sendo distraído. Quem nunca? Infelizmente já vi gente desfigurada, inválida, perdendo braço, perna e a vida por muito menos do que eu já passei no trânsito. Deus tem me livrado do mal e eu O louvo por isso. A parte que me cabe é evitar pilotar em episódio maníaco, ser cuidadosa, respeitar as leis de trânsito, sempre orar a Deus pedindo proteção e confiar em Seu cuidado. Pois não adianta eu me cuidar se Deus não me guardar.

Sim, vou continuar andando de moto. Posso desistir de outras coisas na vida por quebrar demais a cara. Mas se depender da capacidade que Deus me dá pra eu realizar sozinha, não vou desistir. Tenho ouvido, em tom de julgamento, desaprovação ou zombaria, coisas do tipo: “Para de andar de moto”, “Compra um carro”, “Você não aprende mesmo”, “Sua teimosa”, “Mais importante é a sua vida”, “Anda de ônibus”. Sei que é preocupação com meu bem estar, mas me dão gastura essas falas de quem não tem noção da realidade da vida alheia e oferecem soluções que nem sempre são viáveis.

Primeiro, ser motociclista não é teimosia, é uma paixão e uma necessidade. Meus horários são inimigos uns dos outros e eu não gostaria de abrir mão das minhas atividades salutares por dificuldades de deslocamento. Segundo, minha vida é importante e Deus a tem guardado. Mas se for da vontade dEle que eu seja tomada ao Seu seio por meio de um acidente de trânsito, não vai importar qual o veículo ou se estarei a pé. Quanto ao ônibus, ninguém vai lá segurar a mim ou o saco de vômito quando eu ficar tonta ou enjoada dentro do coletivo. E diariamente minha baixa resistência ao estresse me faria ter de volta a visita constante e indesejada dos ataques de pânico. Por último, se alguém tem uma condição financeira confortável o suficiente pra manter um carro, ou simplesmente deixa outras prioridades e aperta o cinto todo mês pra manter esse “membro da família” mesmo sem poder, é a realidade desse alguém, não a minha. Ninguém sabe das necessidades e prioridades do outro, então não faz sentido cobrar que o outro seja como nós somos.

Posso possuir um carro um dia, mas gostaria de poder manter uma motoca também. Pois há uma espécie de gente que ama a liberdade e que, quando criança, sonhava poder voar. Esse tipo de gente quando experimenta as duas rodas, seja motão ou motinha, encontra a sensação mais próxima de um voo livre. Andando de moto eu consigo unir o suprimento de uma necessidade ao meu gosto pessoal. Quem ora, só ore pela minha recuperação e proteção e não faça piadinhas sobre meu acidente, pois ralou, abriu um buraco no pé que já é machucado, sangrou e doeu muito. E por favor, entendam que ninguém é igual e não me encham mais o saco.

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.” Salmos 127:1

“Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás;” Salmos 91:4 a

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Moto, queda e saco cheio

  1. Verônica Martins disse:

    Bom saber que deu tudo certo, e melhor ainda vê que vc voltou a escrever no seu blog, pois fico ansiosa pra vê suas postagens. Um bejão e fica com Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s