Sabor de saber

polímata

Saber.
Do latim sapĕre.
1. Ter sabor, sentir por meio do gosto;
2. Ter inteligência;
3. Conhecer, compreender.

Não sou polímata, mas amo saber. O saber e o sabor são feitos na mesma panela. Não é à toa que desde pequenos nos mandam devorar livros. E eu aqui, prefiro um milhão de vezes saber um pouquinho de cada coisa a saber um milhão de coisas sobre só um pouquinho. Não tenho a pretensão de me tornar especialista mor em uma única área. Me basta saber um pouco sobre várias e o suficiente sobre as que mais me apetecem dentre as várias. A mim não importa estar presente em um lauto jantar para matar a fome com um só prato ou ficar sem provar nada. De fato não penso ser interessante não saber nada sobre o todo, mas também não me interessa saber tudo sobre quase nada. Quero degustar cada iguaria, sentir um pouquinho do amargo, do doce, do azedo, do salgado e do, relativamente novo, umami.

Os conhecimentos em geral são saborosos, apesar de alguns me desgostarem. Humanas tem gosto de tacacá e são meu prato preferido. Ah, se eu pudesse saborear todos os dias! Meu estômago certamente não aguentaria. Exatas são panelada com jiló ou carne de caça sendo fervida. Só o cheiro me nauseia. Biológicas são minha salada: como com gosto se for bem temperada, mas como sem graça se não tiver um bom molho. O que eu vou pensar, ler, estudar, pesquisar, conversar, devorar com mais dedicação? Sei lá! Mas é sempre bom saber que tenho muitas opções para quando eu sentir fome ou quiser só beliscar. Se o muito saber sobre o pouco e o pouco saber sobre o muito, igualmente e com o tempo, podem causar congestão e desvario, é melhor eu matar minha fome com muitos pratos diferentes, degustar e desvariar nos mais diversos sabores e saberes existentes.

“Achando-se as tuas palavras, logo as comi.” Jeremias 15:16 a

“… as muitas letras te fazem delirar.” Atos 26:24 b

}ï{

Anúncios

Sobre a dona do blog

Pecadora redimida por Aquele que morreu na cruz e ressurgiu. "Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó." Salmos 103:14
Esse post foi publicado em Confissões, Lucubrações e marcado , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Sabor de saber

  1. Bom dia!
    Primeiro devo dizer que foi uma boa descoberta conhecer seu blog.
    Parabés pelo conteudo!

    ——————-
    Sobre este post,eu concordo plenamente.
    SALOMÃO sábio concluiu que até o ecesso do saber era vaidade…

    Apliquei o coração a conhecer a sabedoria e a saber o que é loucura e o que é estultícia; e vim a saber que também isto é correr atrás do vento. Porque na muita sabedoria há muito enfado; e quem aumenta ciência aumenta tristeza.( Eclesiastes 1:18)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s